Contagem Regressiva

15 de mar de 2017

Deputado Enio Verri sobre as universidades estaduais do Paraná




Beto Richa atenta contra as universidades estaduais segundo Enio Verri

O governador Beto Richa (PSDB) é incansável na busca pelo título de inimigo número um da educação. Depois de vilipendiar, de todas as maneiras, educadores e educandos do ensino médio, direciona todo o seu desprezo educacional contra as instituições de ensino superior do estado do Paraná. O Ofício CEE/CC 448/17 é um ataque deletério à autonomia das universidades, com a consequente precarização do desenvolvimento, acadêmico, científico e tecnológico do Paraná e do Brasil.

De acordo com o Palácio do Iguaçu, doravante, deliberações inerentes à autonomia das universidades deverão ter a anuência das secretarias de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Fazenda e da Administração e da Previdência. Autorização de licenças, afastamento para realização de cursos e contratar professores deverão ter a autorização de secretarias que nada têm a ver com a dinâmica do processo acadêmico.

A medida absurda atinge diretamente os docentes, ao condicionar a concessão do Tempo Integral e Dedicação Exclusiva (TIDE) ao escrutínio das secretarias citadas. Richa determinou que esse instrumento de remuneração, conquistado nos anos 1990, não pode ser concedido por mais de 24 meses. Ele passa a ser uma gratificação, podendo ser suspensa a qualquer momento.

Apenas na Universidade Estadual de Maringá, dos 1.200 professores, 400 são temporários. O TIDE representa cerca de 50% dos proventos auferidos pelos professores. A desestabilização de uma conquista já consolidada desmonta a produção científica das instituições estaduais de educação superior, precariza as universidades e abre caminho para a privatização da ensino.

Beto Richa revela não apenas seu desprezo pela educação, mas também sua burrice e provincianismo. Um típico tucano que não enxerga além do seu bico voraz. O povo paranaense tem um governo que não consegue entender o significado de possuir sete universidades estaduais, todas elas, referências nacionais. A influência dessas instituições na população da região onde estão instaladas não tem como ser mensurada por qualquer planilha de secretarias de Administração e Fazenda.

É inaceitável esse sistemático e torpe ataque contra o desenvolvimento do Estado. Haverá uma reunião entre os reitores das sete universidades e o secretário e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, na terça-feira (21). A população do Paraná não pode ficar indiferente a mais esse ataque contra o seu patrimônio.

Desde já se faz necessária uma forte mobilização de toda a comunidade acadêmica, em que envolva os corpos docente e discente, bem como a população do estado. É preciso, a plenos pulmões, dizer um grande não a mais essa vilania de um governador, que, ao contrário do que se espera, age com tirania contra o estado e sua população.

*Enio Verri é professor licenciado da Universidade de Maringá e está deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT/PR)






Postar um comentário